Aprender sobre renda fixa: saiba como investir

Aprender sobre renda fixa

Quer aprender sobre renda fixa? Fizemos um guia de como começar esse aprendizado para investir com segurança e sabedoria.

Diferente da volatilidade associada à renda variável, os títulos de renda fixa proporcionam estabilidade e segurança ao investidor, uma vez que estabelecem taxas de juros ou indexadores que determinam os rendimentos. 

Essa alternativa atrai aqueles que buscam preservar capital e obter ganhos consistentes em suas finanças.

Saiba mais abaixo!.

O que é renda fixa?

A renda fixa é uma opção de investimento na qual você sabe a rentabilidade ou o cálculo de remuneração desde o momento da aplicação. É o caso dos títulos do Tesouro Direto, os CDBs, CRIs e CRAs, debêntures, LCIs e LCAs e as Letras de câmbio, por exemplo.

Os títulos de renda fixa podem ser atrelados a algum indicador, geralmente o CDI – Certificado de Depósito Interfinanceiro –, a taxa Selic e a TR – taxa referencial.

Essa é uma das maneiras como é calculada a remuneração. Um CDB pode render 106% do CDI, por exemplo, ou mais.

Quem aplica dinheiro na renda fixa, basicamente, está emprestando dinheiro ao poder público, como no caso do Tesouro Direto, ou aos bancos e empresas.

Qual a diferença entre renda fixa e renda variável?

A principal diferença entre renda fixa e variável é que na segunda opção o investidor não consegue ter uma previsão da rentabilidade que vai ter ao comprar um papel.

Então, enquanto a renda fixa é mais estável por ter uma rentabilidade previsível, a renda variável tem riscos maiores.

Isso não quer dizer que a renda variável é um bicho de sete cabeças, mas certamente é uma forma de investimento um pouco mais complexa para quem está começando a investir agora.

Por outro lado, assim como os riscos são maiores, as possibilidades de rendimento também são proporcionalmente mais elevadas.

Ainda assim, a renda fixa é uma ótima opção para diversificar a carteira, para começar a aprender sobre investimentos e para manter a reserva de emergência, por exemplo.

Como funciona o investimento em renda fixa?

Como aprender sobre renda fixa

Ao aprender sobre renda fixa, você vai ver que existem três tipos de remuneração: 

  • Prefixada: o investidor consegue saber exatamente quanto vai receber, pois os juros são calculados no momento da aplicação;
  • Pós-fixada: neste caso a remuneração é atrelada a algum indicador, como a Selic ou o CDI. O rendimento vai variar conforme a variação desses índices no período;
  • Híbrida: aqui parte da remuneração é pré-fixada e parte é atrelada a um índice.

Outro ponto importante é entender sobre a tributação. A maioria dos investimentos em renda fixa segue a mesma regra: o imposto regressivo.

Neste caso, quanto mais tempo o dinheiro fica rendendo, menos imposto de renda é cobrado. Basicamente, segundo a tabela de IR da renda fixa, que está a seguir:

Tempo de investimentoAlíquota
Entre 0 e 180 dias22,5%
Entre 181 e 360 dias20%
Entre 361 e 720 dias17,5%
Acima de 721 dias15%

Como investir em renda fixa para iniciantes?

O primeiro passo para aprender sobre renda fixa, obviamente, é estudar sobre o assunto e você já deu o primeiro passo ao ler este texto.

Aqui na Tradestar nós temos uma equipe de pessoas dispostas a te ajudar a crescer, com treinamentos, lives e mentorias disponíveis para os membros da Tribo Tradestar.

Os próximos passos envolvem abrir uma conta em uma corretora e identificar o seu perfil de investidor (conservador, moderado ou arrojado). O resultado vai te ajudar a escolher os melhores investimentos para o seu perfil.

Depois disso, basta indicar quanto dinheiro você pretende investir, fazer a transferência e começar a aplicação!

Quais os principais investimentos em renda fixa?

Veja alguns exemplos de renda fixa abaixo.

Poupança

Uma opção simples e bastante conhecida, oferecida por bancos. No entanto, os rendimentos da poupança são geralmente baixos em comparação com outras opções de renda fixa.

Títulos Públicos

São emitidos pelo governo federal por meio do Tesouro Nacional. Existem diferentes tipos de títulos, como Tesouro Selic, Tesouro IPCA+ e Tesouro Prefixado. 

São opções bastante democráticas, pois aceitam investimentos a partir de R$ 30,00.

LCI e LCA

As letras de crédito imobiliário (LCI) e do agronegócio (LCA) são títulos emitidos por instituições financeiras para financiar os respectivos setores.

Por serem setores-chave para o país, são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas.

CRI e CRA

Certificado de Recebíveis são títulos lastreados em recebíveis do setor imobiliário (CRI) e do agronegócio (CRA). 

Investidores compram esses certificados, e os pagamentos provêm dos recebíveis, como aluguéis ou vendas agrícolas.

Debêntures

São títulos de dívida emitidos por empresas para captar recursos. Ao investir em debêntures, você empresta dinheiro para a empresa emissora e recebe juros em troca.

CDBs

Neste caso, os títulos são emitidos por bancos para captar recursos. O investidor empresta dinheiro ao banco por um prazo determinado e recebe juros ao final desse período.

Quanto rende 1.000 reais na renda fixa?

Saiba como aprender sobre renda fixa

Cada tipo de investimento tem suas próprias características, riscos e benefícios, mas digamos que uma pessoa vai aplicar R$ 1000,00 em CDB pelo período de um ano, já aplicado o desconto de IR.

Com a taxa Selic a 11,75% ao ano, o rendimento pode variar de R$ 69 a mais de R$ 100,00, a depender do banco escolhido, já que as taxas podem variar de um para o outro.

A escolha entre cada tipo de renda fixa dependerá do perfil do investidor, dos objetivos financeiros e do horizonte de investimento. Além disso, as condições do mercado e as taxas de juros também influenciam a rentabilidade desses investimentos. 

Se você quer aprender mais sobre renda fixa, renda variável, autodesenvolvimento e liberdade financeira, precisa conhecer a Tribo Tradestar.

Ao fazer parte da Tribo, você tem acesso a treinamentos, lives, mentorias e eventos exclusivos.

Faça parte da Tribo você também e venha aprender mais sobre renda fixa e investimentos com a gente!

Conclusão

Aprender sobre renda fixa é fundamental para investir com segurança e sabedoria. 

Os títulos de renda fixa se caracterizam pela estabilidade e previsibilidade dos ganhos. Apesar de oferecer menor potencial de rentabilidade, essa modalidade oferece estabilidade e a possibilidade de obter ganhos consistentes. 

A renda fixa é uma excelente opção para diversificar a carteira, iniciar no mundo dos investimentos e manter uma reserva de emergência. 

Com opções como Tesouro Direto, CDBs, LCIs e LCAs, entender os tipos de remuneração e a tributação é crucial ao explorar as possibilidades para construir uma estratégia sólida e adequada às suas metas financeiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Quer ficar por dentro de mais insights?
Assine nossa Newsletter

Artigos mais lidos

Clique para ver como investir com pouco dinheiro e quais investimentos são seguros para iniciantes!

Newsletter

Quer ficar por dentro de mais insights?
Assine nossa Newsletter